quarta-feira, 1 de abril de 2009

O estapafúrdio castigo de Lisandro

Não percebo os critérios da Comissão Disciplinar da Liga. Nem sei se existe algum critério, tão pouco. Ora contextualizemos: Lisandro López foi punido com um jogo de castigo por "simulação evidente" no lance que originou o golo do empate do FC Porto no clássico com o Benfica. É uma decisão estapafúrdia, sem qualquer sentido. Assim como já havia sido a de castigar Katsouranis, também com um jogo, por ter afirmado que o jogo com o Nacional, do famoso golo anulado por Pedro Henriques em cima do final, tinha sido um "roubo". Além disso, já se passaram quase dois meses desde essa data.

Não são os castigos que estão aqui em causa. É, isso sim, a gritante falta de critério verificada. É de La Palice que Lisandro simulou o penalty, não há discussão em torno disso. Contudo, o árbitro Pedro Proença entendeu haver razão suficiente para a marcar da falta, muito provavelmente iludido pelo movimento do corpo de Yebda. Errou. E deve ser castigado por essa má decisão. Na deliberação da Comissão Disciplinar (ver imagem abaixo) refere-se tratar de uma "simulação evidente", porém o observador da Liga destacado para o jogo assinalou como correcta a decisão de Pedro Proença. Ora, o lance é evidente através das imagens televisivas mas não tão claras para quem via o jogo no estádio. Como sabemos existe uma diferença enorme entre avaliar in loco ou pela televisão.

Não terá havido mais lances como os de Lisandro em que os jogadores quiseram iludir a equipa de arbitragem? Claro que sim, semana após semana porque é algo que faz parte do futebol, em que cada jogador só procura que a sua equipa tenha sucesso. Claro que não é bonito mas existe. Temos o exemplo da final da Taça da Liga em que Di María reclamou penalty depois de a bola ter embatido no peito de Pedro Silva. Não é igual? Sem dúvida, veremos se há castigo. As declarações de Katsouranis depois do jogo com o Nacional foram mais graves do que as de Paulo Bento no Algarve? Não, obviamente que não. Foi castigado? Para já não. Os regulamentos devem ser aplicados da mesma forma, com justiça e igualdade. E não apenas em determinadas cirscunstâncias.

O que se espera agora é uma análise minuciosa e pormenorizada a todos os jogos para que assim se encontrem e castiguem todos aqueles que tentam enganar as equipas de arbitragem, seja de que forma for. Pois em caso de isso não suceder, a Comissão Disciplinar da Liga cairá em total descrédito.

PS: Confesso que cheguei a pensar tratar-se de uma piada de 1 de Abril. Não era. Infelizmente.

Seja o primeiro a comentar

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO