terça-feira, 24 de março de 2009

Ainda a final da Taça da Liga


É mais um texto sobre a polémica em torno da Taça da Liga. E em torno de Lucílio Baptista, sobretudo. Sim, porque agora, para além da contestação, chegaram ameaças de morte ao árbitro de Setúbal que o impediram mesmo de estar presente no programa Prolongamento da TVI-24. É situação lamentável, bizarra até. É certo que a entrevista de Lucílio Baptista para assumir o erro teve um efeito boomerang e acabou por atingi-lo também porque as explicações dadas pelo árbitro não pareceram muito fiáveis.

Contudo, não se deve esquecer que o futebol é um jogo e que deve ser tratado como tal, onde existem protagonistas que, por vezes, cometem erros. Mas não deve passar para a vida privada. As ameaças a Lucílio Baptista são inqualificáveis. O árbitro falhou, é indiscutível, e deverá ser castigado por isso - em termos futebolísticos, evidentemente. Porém, já outros falharam e nunca se chegou a tal ponto. A falha de Lucílio não foi certamente a última de um árbitro. Há que perceber isso, apesar de toda a revolta que possa existir. Porque há limites para tudo.

(IMAGEM TRIBUNAL DO FUTEBOL)

Seja o primeiro a comentar

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO