quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Liga Europa: Três sensações diferentes

Vitória. A primeira sobre equipas germânicas. O Sporting venceu o Hertha de Berlim, em Alvalade, e consolidou a liderança do seu agrupamento. No futebol, como em qualquer outro desporto, o resultado é que realmente tem importância. A exibição, essa, foi fraca. Se não repare-se que, mesmo ganhando, a partida terminou mesmo com uma enorme vaia para a equipa de Paulo Bento. É sintomático. Um golo de Adrien Silva, a novidade na equipa titular devido à deslocação de Miguel Veloso para o lado esquerdo da defesa, pouco depois de cumprido o primeiro quarto de hora de jogo, serviu para colocar os leões com um pé na fase seguinte. Isso é, sem dúvida, um grande motivo de satisfação. E o que deve ser realçado, primeiro, mas há muito para melhorar neste Sporting de hoje.

Está confirmado: a Grécia é um país com que os portugueses tenham sorte. Desde a final do Europeu de 2004 que assim é. Para o Benfica, em particular, as viagens a terrenos helénicos também não trazem nada de bom. Depois de na temporada passada terem sido verdadeiramente atropelados pelo Olympiacos, naquilo que foi uma real tragédia grega, desta vez, os encarnados foram derrotados pelo AEK de Atenas - com um golo solitário de Majstorovic, tendo ficado, nove jogos depois, em branco. Este não foi, no entanto, o Benfica que tantos elogios tem feito por receber e que alimenta a esperança dos adeptos benfiquistas no campeonato nacional. O AEK tem mérito, claro, mas os encarnados não estiveram, nem pouco mais ou menos, perto do nível habitual que têm exibido.

Longe da responsabilidade ou pressão de Benfica e Sporting, o Nacional da Madeira conseguiu um empate em casa do Áustria de Viena, isto é, aquela que será a equipa que mais se lhe assemelha - Werder Bremen, líder com duas vitórias, e Athletic de Bilbao são equipas bem mais fortes. Não deixa, por isso, de ser um resultado positivo para a equipa de Manuel Machado que já tinha deixado bons apontamentos frente ao Bremen e, acima disso, se revelou superior ao adversário austríaco. Nota de destaque para a grande penalidade defendida por Bracalli, ao nono minuto, e para o golo fenomenal de Rúben Micael que colocou a equipa insular em vantagem.

2 Comentários:

OiluT disse...

Alguém me sabe dizer como são os 1/16 de final da Liga Europa?

Passam os 2 primeiros classificados do grupos da Liga Europa (24 equipas) mais os que provém da Champions (8 equipas), que perfazem 32 equipas.

Como é feito o sorteio destas equipas?

Agradecia alguém me mostrasse as regras.

Jornal Só Desporto disse...

Grande Artigo Ricardo.

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO