segunda-feira, 2 de março de 2009

Clássico só para o Benfica!

ANÁLISE JORNADA 20 - LIGA SAGRES

(Crónica FC Porto-Sporting)


O campeonato está cada vez mais emotivo. Para isso contribuiu o clássico entre FC Porto e Sporting que deu num teimoso empate, permitindo assim ao Benfica aproximar-se da liderança. A juntar ao facto de até final não haver mais clássicos o que equivale por dizer que será nos jogos entre
grandes e pequenos que existirão as decisões da Liga Sagres. O FC Porto parte para as últimas nove etapas com a camisola amarela, símbolo de liderança, vestida; Benfica e Sporting continuam na roda do líder, sempre na perseguição. Contudo, há mais para decidir quer no fundo quer no que toca aos lugares europeus.

Para o Benfica era fulcral vencer o jogo, em casa, com o Leixões para depois ver descansado o clássico e ganhar terreno a, pelo menos, um dos rivais. Porém, os encarnados tinham bem a noção de que iriam defrontar a equipa sensação do campeonato que já havia conseguido ganhar no Dragão e em Alvalade e era obrigatório vencer até porque vinham de uma derrota frente ao Sporting, no derby. Seria, à partida, um jogo escaldante. E foi-o, principalmente na segunda parte. A lesão de Carlos Martins (que já havia substituído o também lesionado Rúben Amorim), a mais ou menos quinze minutos do final, quando já não havia mais substituições para fazer obrigou a que os encarnados tivessem de sofrer até ao último apito de Lucílio Baptista. Porém, houve muito jogo antes disso. Houve os golos do Benfica, incialmente: o primeiro marcado por Élvis na própria baliza, aos 16 minutos; o segundo por Nuno Gomes, já na segunda parte, após um cruzamento de Cardozo com o pé direito (sim, direito!). Aí, com 67 minutos de jogo e 2-0 no resultado, o jogo parecia acabado. Além disso, o Leixões também não tinha o caudal ofensivo de outrora, não criava lances de perigo iminente para a baliza de Moreira. Contudo, tudo mudou de uma forma repentina: a equipa de José Mota conseguiu chegar ao golo por Rodrigo, num lance um pouco atabalhoado, aos 74 minutos; dois minutos volvidos surgiu a tal lesão de Carlos Martins. Daí até final, o Leixões tentou de tudo para chegar ao empate. O jogo acabou com o clima bem quentinho. E com a vitória do Benfica, sobretudo.

A jornada 20 trouxe ainda outro clássico, um derby. Entre Sp.Braga e Vitória de Guimarães: duas equipas em momentos bem diferentes. Ganhou a equipa de Jorge Jesus, com um golo de Paulo César. Destaque para a vitória do Marítimo por 5-1 frente ao Vitória de Setúbal, na estreia de Carlos Carvalhal no comando dos insulares. Em contrapartida, passam maus momentos os sadinos. Quem também passa por dificuldades mas ninguém o diria é o Estrela da Amadora que continua a somar bons resultados: desta vez com um empate na Trofa. O Nacional de Manuel Machado e Nenê derrotou a Académica e continua bem encaminhado para a Taça UEFA. Enquanto isso, na luta pela permanência, o Belenenses pode ter feito um hara-kiri ao ter perdido, em casa, com a Naval por 2-1, ao passo que o Paços de Ferreira derrotou o Rio Ave e tirou a corda do pescoço.

Quer no topo quer no fundo, a luta está bem renhida. Nada está definido, mas agora é aquela fase do tudo ou nada.

Seja o primeiro a comentar

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO