quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Jorge Baptista: Rússia e Qatar vão corresponder

Foi sem a mínima surpresa que recebi as vitórias da Russia e do Qatar na realização dos próximos Candidatos do Mundo. O poder económico de ambos foi importante mas mais decisivo o facto de Rússia e Qatar proporcionarem o desenvolvimento estrutural e desportivo em duas diferentes regiões, onde o futebol apenas possuía expressão... Neste caso, pode dizer-se que os membros do Comité Executivo da FIFA decidiram juntar o útil ao agradável...Recordo que se fosse apenas pelo poder económico, quando é que Portugal teria organizado um Europeu? Seria bom que aqueles que vêem apenas jogos de bastidores, tráfico de influências e corrupção nos organismos do futebol internacional, olhassem primeiro para a sua própria casa. Estudem a melhor forma de alterar o critério das eleições para a FPF e de evitar as suspeições semanais sobre as arbitragens e os resultagdos dos nossos jogos

(Desse modo, talvez contribuam com algo de inovador para o futebol internacional, em vez de proclamarem aos sete ventos, quais Calimeros, que o nosso futebol é pequenino e sem expressão nos corredores obscuros do futebol internacional. São os mesmos que passam a vida a proclamar a criação de lobbies, como se estes nao fossem meros tráficos de influência.)


A Rússia, como sabemos, é uma potência, com um futebol ainda adormecido, pese embora o dinheiro do petróleo que para lá tantos jogadores têm levado. O efeito de um Mundial e novas e modernas estruturas desportivas podem ajudar no crescimento e desenvolvimento do futebol naquela zona longínqua da Europa. O Qatar, ao contrário do que muitos pensam, é um apaixonado pelo BOM futebol - aliás, como a generalidade dos países do Médio Oriente. Se as suas competições internas têm pouco público, isso deve-se ao escasso talento local e "à falta de motivação". É isso que não apenas o Qatar mas toda a região pretendem alterar com a realização de um Mundial - que nao tenho dúvidas irá ficar na História. Conheço bem a região e sei que público não vai faltar... Alterar o interesse do público actual e as condições climatéricas, proporcionando o melhor ambiente para grandes espectáculos, vão ser os grandes objectivos.

Muitos, com ironia bacoca, defendem que o objectivo da FIFA passa por ganhar mais dinheiro para o futuro com a entrega dos Mundiais à Russia e ao Qatar. Não será esse e a modernização o objectivo de todo o desenvolvimento? Nao será melhor para todos os apaixonados do futebol que o nível do futebol europeu e de algum futebol sul-americano consiga ser igualado pelo resto do planeta? A não ser que o talento e a competência criem tanto aborrecimento. Em especial, à mediocridade...

Texto de Jorge Baptista, media officer da FIFA, acerca dos próximos Campeonatos do Mundo

Seja o primeiro a comentar

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO