sexta-feira, 19 de março de 2010

Benfica: apostar ou não na Liga Europa?

Um jogo poderoso, numa demonstração de classe e garra, essa capacidade que permite sofrer e fortalece para que seja possível dobrar as adversidades, deixou o Benfica apurado para os quartos-de-final da Liga Europa. Ou tudo isso resumido numa simples frase: este Benfica está empenhado em recuperar o estatuto de outrora. Os encarnados pretendem tornar-se novamente uma equipa temível e dominadora. Em Portugal, o Benfica é líder do campeonato, com o Sp.Braga como único concorrente na conquista do título de campeão nacional, já tendo os outros dois rivais demasiado longe, e tem uma ambição imensa de quebrar a hegemonia que o FC Porto conquistou nas últimas duas décadas. Esse é declaradamente o objectivo principal. Jorge Jesus foi bem explícito nas afirmações: se tiver de optar, escolherá ser campeão português. Será bom?

Por detrás disso há, contudo, outro propósito: a reabilitação no futebol europeu, recuperando o bom nome, intrometendo-se em batalhas que há muito haviam deixado de lhe pertencer. A recuperação na eliminatória com o Marselha, apagando um jogo em que foi manietado pelo adversário com uma exibição categórica, vencendo no difícil Vélodrome, é apenas o culminar de uma prestação convincente do Benfica na Liga Europa, prova recém-criada para substituir a Taça UEFA. As vitórias com o Everton, sobretudo no jogo da Luz, ganho por 5-0, naquela que terá sido a partida mais completa da equipa nesta temporada, são, também, destaques óbvios. No entanto, foi nos primeiros jogos das duas eliminatórias, com o Hertha de Berlim, na Alemanha, e com o Marselha, há duas semanas, que o Benfica ficou aquém do esperado.

Poderão, então, os benfiquistas ambicionar chegar longe nesta competição? Sim, sem dúvida. O sorteio, contudo, colocou o Liverpool como opositor nos quartos-de-final. Um adversário de peso, para sempre um gigante. Embora viva uma época intermitente, recheada de irregularidade e tenha sido enviado borda fora na fase de grupos da Liga dos Campeões. O reencontro com os reds traz boas memórias ao Benfica: em 2005-06, sob comando de Ronald Koeman, os encarnados ultrapassaram o então campeão europeu nos oitavos-de-final da liga milionária, com vitórias na Luz e, verdadeiramente épica, em Anfield Road. Foi esse o último grande momento do Benfica na Europa. Esta época, com Jorge Jesus, tem a oportunidade de recomeçar esse trilho. Sem o prestígio da Champions, mas no mesmo lugar onde ficou.

Apesar de estar na sua melhor temporada do século, o Benfica ainda nada de palpável conquistou. Os jogos que se seguem serão, por isso, absolutamente cruciais para o futuro da equipa. Um ciclo que começará já no próximo domingo. No Algarve, o Benfica defronta o FC Porto para procurar revalidar o único título conquistado no ano transacto: a Taça da Liga. Sendo um duelo desta envergadura, com tamanha rivalidade entre clubes, o jogo ganha uma maior relevância. Na semana seguinte, na Luz, jogará com o Sp.Braga uma partida importantíssima para a definição do campeonato. Virá, então, cinco dias depois, o primeiro embate do duelo com o Liverpool. O segundo estará no meio de uma deslocação à Figueira da Foz e de uma recepção ao... Sporting. Num curto espaço temporal, estará em jogo a época.

É fácil concluir, pois, que o Benfica irá jogar tudo em dois tabuleiros. A primazia é o campeonato. Porém, no subconsciente dos benfiquistas está o facto de terem uma oportunidade única para ultrapassar um grande clube europeu, um dos big four ingleses, e de, caso o venham a conseguir, ficarem com caminho aberto para a final de Hamburgo. Uma das vantagens do Benfica nesta temporada tem passado, indiscutivelmente, pelas alternativas existentes. Jorge Jesus tem a possibilidade de poupar jogadores com maior cansaço acumulado sem que isso afecte o rendimento da equipa. Para atacar o campeonato e a Liga Europa, alimentando a esperança num e mantendo-se vivo para um brilharete noutro, Jesus terá de fazer uma gestão perfeita do seu plantel. Apostar forte em ambas ou entender que a excessiva ambição poderá não dar bom resultado? Eis a questão!

2 Comentários:

o lado do futebol disse...

Geromel interessa ao Sporting.

http://oladodofutebolquenuncaviram.blogspot.com/2010/03/geromel-interessa-ao-sporting.html

Vejam, abraço.

Jornal Só Desporto.com disse...

O Benfica tem de ser forte em todas as frente e apostar forte em todas para assim ganhar o que houver.

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO