quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Entrevista dos leitores a Pedro Sousa: Parte 2



Quando o assunto é o jornalismo desportivo, particularmente em termos radiofónicos, Pedro Sousa é um dos nomes que mais facilmente associamos: sobretudo pelos seus relatos na Rádio Renascença, onde também edita o programa Bola Branca. Além disso, também pelas narrações de partidas de futebol internacional na Sport TV e ainda por ser a voz dos comentários do novo Pro Evolution Soccer, um dos mais famosos simuladores de futebol. Nove leitores do FUTEBOLÊS aproveitaram a oportunidade para entrevistar um dos mais conceituados jornalistas português.

O MEIO JORNALÍSTICO

JOSÉ REIS: Como credenciado jornalista, que opinião manifesta sobre a crescente subalternização da imprensa desportiva aos poderes futebolísticos dominantes? Crê que a ética jornalística se encontra em risco?
PEDRO SOUSA: Essa questão sempre se colocou, mas não foi por isso que deixou de existir boa informação desportiva. Mas tal como em outras profissões, há bons e maus profissionais.

JOSÉ REIS: Já alguma vez foi vítima de algum tipo de pressão?
PEDRO SOUSA: Já. Mas mais: sei que vou continuar sujeito a um certo tipo de pressão. Quem disser o contrário não fala verdade. Temos que saber viver com isso sem qualquer drama.

ANTÓNIO SILVA: De que forma vê o facto de os clubes se fecharem à comunicação social?
PEDRO SOUSA: É cíclico mas também sinal dos novos tempos. Os clubes têm sites, há um clube com um canal televisivo, provavelmente um dia destes haverá uma rádio. A minha única dúvida está relacionada com a pouca exposição que os principais clubes dão aos patrocinadores, sem que estes reajam. Mas mesmo aí, só quando um dos "grandes" for patrocinado por uma empresa sem "Golden Share", poderemos verdadeiramente aferir esse relacionamento.

JORGE COSTA: Qual a sua opinião sobre a crescente dificuldade verificada pelos jornalistas para se imporem no mercado de trabalho?
PEDRO SOUSA: Uma preocupação para todos. Mas, infelizmente, não acontece apenas nesta área. Ainda assim, a qualidade e competência acabam sempre por se impor.

PEDRO MAGALHÃES: Um bom jornalista necessita de uma personalidade extrovertida no seu quotidiano?
PEDRO SOUSA: Uma coisa não tem a ver com a outra. Um jornalista, extrovertido ou não, tem é que ser um bom profissional na "arte" de trabalhar factos, acontecimentos e conhecimentos, de forma a conseguir transmitir uma mensagem objectiva.

ADRIANO TAVARES: Cabe a si a escolha dos jogos que relata em cada jornada? Tem preferência por algum clube ou estádio?
PEDRO SOUSA: Actualmente sou eu que escolho e não tenho preferência por qualquer clube ou estádio. Depende do momento das equipas e outras variáveis.

O ACTUAL PANORAMA DO FUTEBOL PORTUGUÊS

VÍTOR FERREIRA: O que espera de Portugal no Mundial 2010?
PEDRO SOUSA: Costuma-se dizer que "espero o melhor, preparo-me para o pior e aceito o que vier". Na verdade, numa competição deste tipo, o primeiro jogo é sempre fundamental, embora no Euro'2004 isso nem tenha tido grande importância. Se Cristiano Ronaldo estiver ao seu melhor nível, se Pepe recuperar, se for bem sucedida a adaptação a uma realidade completamente diferente, a selecção portuguesa é sempre candidata a acabar nos oito primeiros.

VÍTOR FERREIRA: Quem é o principal favorito, na sua opinião, a vencer o campeonato português? Porquê?
PEDRO SOUSA: Olhando para a classificação, Sporting de Braga e Benfica. Ainda assim, Benfica e FC Porto deverão discutir o título. O Benfica porque ganhou uma boa embalagem, porque joga bom futebol e porque tem uma mole humana sedenta de um título. O FC Porto porque é o campeão em título, porque as equipas de Jesualdo Ferreira terminam melhor do que começam e porque acredito em exemplos anteriores, quando perante adversidades, jogadores e treinadores, impulsionados pelos dirigentes, superam as expectativas.

RICARDO SILVA: Que opinião da arbitragem portuguesa?
PEDRO SOUSA: Sinceramente acho que é igual, nem melhor nem pior, do que no resto da Europa. O problema, no meu ponto de vista, está na ausência de critério. Isto é, em situações semelhantes os mesmos árbitros tomam decisões diferentes.

A ENTRADA NO FUTEBOL VIRTUAL

ADRIANO TAVARES: Durante a gravação dos comentários no Pro Evolution Soccer, não sugeriu usar o seu conhecido já está?
PEDRO SOUSA: Se estiver atento, o "já está" aparece algumas vezes no jogo, mas não de forma massificada, até porque estamos a falar de um projecto novo, que para mim foi uma completa novidade. Esperemos que no Pro Evolution Soccer 2011 possa estar melhor.

RICARDO SILVA: Qual o feedback que obteve dos seus comentários no Pro Evolution Soccer 2010?
PEDRO SOUSA: Como disse anteriormente, sou um "maçarico" nesta matéria, mas os comentários foram globalmente positivos, embora exista muita coisa para melhorar. Acredito que será melhor o de 2011.

2 Comentários:

ZD disse...

Excelente entrevista de um grande senhor da rádio.

Jornal Só Desporto disse...

Fantástico trabalho Caro Ricardo.

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO