quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Em futebolês - Bernardino Barros



MAS QUE GRANDE TRINTA E UM


Ironia das ironias. Não é que o comandante do campeonato, invicto, é precisamente o clube que esteve na corda bamba para sofrer a primeira “chicotada psicológica” da época? Pois é, precisamente o Sp. Braga, liderado por Domingos Paciência, para quem já se perspectivava o despedimento caso não vencesse o primeiro jogo do campeonato (Académica), estando já à soleira da porta o seu substituto (André Vilas Boas). O Braga ganhou em Alvalade e agora é só pancadinhas nas costas. Resta saber até quando.

Na jornada do campeonato o realce vai precisamente para a derrota dos leões em casa, com o estado-maior leonino a avisar que, ou as coisas (resultados) mudam ou vão rolar cabeças. A verdade é que este Sporting tem fases de bom futebol atacante, funciona bem melhor com o losango Miguel Veloso, Vukcevic, João Moutinho e Matías Fernández, mas tem um problema de uma defesa bastante vulnerável, principalmente Polga, e com Rui Patrício a dar algumas barracas. Tudo isto somado a um Liedson afastado dos golos dá um grande trinta e um para os lados de Alvalade. Para piorar as coisas, os milhões da Liga dos Campeões fugiram ontem com o empate com a Fiorentina.

O Benfica e os seus adeptos começam agora a compreender que o campeonato português é bem diferente dos jogos de pré-época. Empatou em casa com o Marítimo nos últimos momentos e venceu em Guimarães ao soar do gongo, provando que a tarefa de ser campeão é bem difícil e não será o passeio que foi idealizado por muitos. As equipas portuguesas são bem orientadas e hoje por hoje não há reis da táctica, ou pelo menos não há exclusividade no reinado, quase todos os treinadores a dominam e bem. Realce para nova grande penalidade perdida por Cardozo.

O FC Porto deu mais uma prova inequívoca que não há imprescindíveis no seu plantel (ausência de Hulk), fazendo uma boa exibição com boas exibições de Varela (velocidade nas alas), de Falcao (boa presença na área e excelente finalização) e de Belluschi (bom estratega e letal em zonas mais próximas da área), para além do regresso do Cebola, com um golo e indicações que o regresso à boa forma está bem perto.

Destaque para o bom começo de campeonato para Belenenses, Marítimo e Rio Ave.

Agora vem aí a terceira jornada do campeonato, para depois se jogar a qualificação de Portugal para o Mundial de 2010, com deslocações difíceis e decisivas para o sucesso de Carlos Queiroz e da Selecção. Para os difíceis confrontos uma baixa de vulto, a do avançado Hugo Almeida, titularíssimo de Queiroz, que como se esperava convocou o levezinho para se estrear na Selecção nacional, ao lado dos compatriotas Deco e Pepe. Mais naturalizado, menos naturalizado o que se pede é que Portugal vença e se possível com golos do portuga Liedson, senão está instalado um grande 31.

EM FUTEBOLÊS é um novo espaço semanal da autoria de Bernardino Barros

Seja o primeiro a comentar

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO