quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Selecção: não foi azar, foi azelhice!


Inacreditável!! Portugal empatou, em Braga, com a Albânia, que a partir do minuto 40 jogou com menos um elemento. Não, não é nenhuma piada.

Portugal jogou lento, lento, lento. Sem imaginação, sem um médio criativo - que saudades, Deco! - sem chama, sem nada. Pior, o apuramento para o Mundial 2010 está muito, muito complicado. Num grupo onde os principais adversários da Selecção nacional são a Dinamarca e a Hungria. Custa a acreditar, mas é verdade.

É certo que a Albânia teve sorte. Bola no poste de Hugo Almeida, falhanços incríveis dos jogadores portugueses e um guarda-redes herói, Beqaj. Mas este empate não é só azar. É antes azelhice. A bandeirinha na janela, os gritos por "Portugaaaal" e as noites de glória deram lugar a assobios, bocejos e protestos. O triste fado de andar a fazer contas regressou e já há quem suspire por Scolari.

Pior do que tudo isto - será possível haver pior? - só as reacções no final da partida. Madaíl saiu do seu lugar quando ainda faltavam oito minutos para o fim; Carlos Queiroz não apareceu no "flash-interview" e Ronaldo - para melhor do mundo tem que dar muitíssimo mais - revoltou-se contra o público. Isto faz-me lembrar alguma coisa...

Seja o primeiro a comentar

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO