sábado, 25 de outubro de 2008

Benfica-Hertha, 1-1: ter o pássaro na mão...


Nem bem nem mal. O Benfica empatou em Berlim, frente ao Hertha, na primeira jornada da fase de grupos da Taça UEFA. Para os encarnados fica um sabor amargo, até porque estiveram em vantagem. Mas um ponto é sempre um ponto, ok.

Começaram logo no aquecimento os problemas para Quique Flores. Yebda lesionou-se, o que fez com que Binya saltasse para a titularidade. Quanto ao jogo propriamente dito, o Benfica até começou bem. Ainda não tinham sido completados os primeiros cinco minutos, quando Nuno Gomes - fez dupla com Cardozo - rematou um pouco ao lado da baliza de Drobny. Mas foi só e apenas isto, porque depois a equipa encarnada recuou no terreno e permitiu que o Hertha de Berlim subisse as suas linhas. Aos 38 minutos, Veronin esteve muito perto de marcar, mas Quim opôs-se com uma grande defesa e manteve o empate até ao intervalo.

SAIU A LOTARIA A LUCIEN FAVRE

No reatamento, ambos os técnicos mexeram nas suas equipas. Lucien Favre colocou Kacar em troca com Dardai e no Benfica entrou Suazo para o lugar de Cardozo. Seis minutos depois, Di María colocou a bola no fundo da baliza do Hertha, após assistência de Nuno Gomes. O Benfica estava em vantagem na capital alemã.

Pouco depois, os treinadores voltaram a mexer. No Benfica entraram Urreta e Carlos Martins e no Hertha, Kaká e Pantelic. E foi com a entrada de Pantelic que Favre ganhou. Aos 74 minutos, o sérvio empatou a partida, num grande remate de fora da área, com a bola ainda a bater em Maxi. Até ao final, os germânicos tentaram sempre chegar-se à baliza de Quim, em busca do golo da vitória. Sem sucesso, porém.

Seja o primeiro a comentar

FUTEBOLÊS © 2008 Template by Dicas Blogger.

TOPO